Origem de tráfego não está correta ou aparece sempre como direct

Devido às novas políticas de segurança e privacidade dos navegadores e buscadores, nem sempre é possível saber com precisão qual é a origem do tráfego do visitante do site.

Mesmo assim, desenvolvemos um mecanismo no Tolvnow para lidar com as diversas possibilidades, onde utilizamos diferentes métodos para obter esta informação tão importante. A seguir veja os 4 métodos para resolver isso.

Parâmetros utm

Se você criou campanhas de links patrocinados, email marketing ou mesmo banners, você pode incluir nos links das campanhas parâmetros utm para identificar a origem deste cliente. Quando o tolvnow identifica estes parâmetros, as informações de origem são corretamente exibidas no grid de navegação e nos relatórios. Utilize o Criador de URLs do Google para criar as urls corretamente.

Browser Referer

Em algumas situações o browser do cliente envia juntamente com a requisição de acesso um cabeçalho chamado referer, de onde pode ser extraída a fonte de tráfego. Entretanto, ultimamente o Google tem removido esta informação nas requisições do Google Chrome a fim de preservar a privacidade do usuário.

Parâmetro gcid

O Google Adwords inclui na URL da sua campanha um parâmetro gcid, que indica que este visitante está sendo direcionado de uma campanha de Google Adwords.

Cookie Google Analytics

O Google Analytics cria um cookie chamado utmz, de onde é possível extrair o referer (fonte de acesso) do cliente. Entretanto, se você tiver atualizado seu código de integração do Analytics para o Universal Analytics, esta informação não estará disponível pois a nova versão do analytics armazena esta informação no lado do servidor.